Festa compartilhada

TendênciasLeave a Comment on Festa compartilhada

Festa compartilhada

A economia compartilhada veio para ficar, hoje em dia já é comum compartilharmos carros, casas, roupas e por que não festas?

Um exemplo de festa compartilhada é o Pop up Wedding no qual os noivos compartilham o mesmo local e fornecedores, o evento é rápido com no máximo 3 horas de duração e tudo segue um padrão, ou seja, não é possível escolher a cor da decoração ou outros detalhes.

As agências especializadas nesse tipo de evento vendem pacotes em datas e locais pré determinados com opções de espaços fechados ou ao ar livre. Em cada local é possível a realização de até 3 casamentos por dia.

No Brasil o Pop up Wedding não é popular, talvez por isso ainda não existam agências especializadas neste tipo de evento, mas na Europa, EUA e Austrália eles se tornaram uma opção comum pra quem deseja celebrar um casamento mas tem pouco dinheiro para investir e empresas como Gold Coast e Pop Up Vintage são referências no setor.

Mas que tal compartilhar festas de aniversário? seria essa uma boa opção? A rede de Buffet Cata-Vento apostou nessa ideia e decidiu oferecer essa opção aos seus clientes.

Diferente do Pop up wedding em que os eventos são realizados em horários alternados, na festa compartilhada no buffet infantil as comemorações são simultâneas, porém cada grupo fica em um espaço reservado do salão, numa espécie de camarote.

O sistema de adesão também é por pacotes que é definido pela quantidade de convidados. Há opções a partir de 10 pessoas que podem ser pagas pelo anfitrião ou por adesão dos convidados.

Com certeza essas são boas opções para quem deseja realizar uma festa mas não quer investir muito dinheiro.

Avatar
Andreza é formada em Eventos e pós graduada em Gastronomia e possui quase 20 anos de experiência no setor de eventos. É a fundadora do CAES - Clube de Assessores e do 1º congresso brasileiro voltado a profissionais de eventos sociais o Wedding Planner Brasil. Além das festas suas outras grandes paixões são ler, escrever e tudo o que diz respeito a terra da Rainha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top